6 tipos de alimentos que ajudam no combate à ansiedade e depressão

Já são quase 20 milhões de brasileiros que sofrem de depressão, e mais de 10 milhões que sofrem com ansiedade. Os dados apurados pela ONU colocam o Brasil como segundo e primeiro colocado no índice de prevalências das respectivas doenças.

Além do tratamento com medicamentos e do acompanhamento psicológico, essenciais para a melhora do quadro, cada vez mais pessoas buscam alternativas mais “saudáveis” e menos prejudiciais ao organismo para reverter os males dessas doenças.

Exercícios aliados a uma boa alimentação não servem apenas para melhorias físicas, mas também estimulam a sintetização de biomoléculas, como a serotonina e dopamina que influenciam diretamente na melhoria dos sintomas de ansiedade e depressão. Pensando nisso, separamos algumas dicas de nutrientes que podem ajudar você ou pessoas próximas que você conhece a reverterem esse quadro.

Nutrientes que auxiliam no combate à depressão

Triptofano

Aminoácido não produzido naturalmente pelo corpo, o triptofano deve ser consumido através de alimentos. Responsável pela produção de serotonina e de melatonina, neurotransmissores que atuam diretamente na inibição da ira, agressão, além de ajudar na regulagem do sono.

Exemplos de Alimentos com Triptofano:

Peixes, ovo, nozes, castanhas, chocolate amargo e queijo tofu.

Ômega-3

Ômega-3 é o nome dado a um conjunto de ácidos graxos que são essenciais ao organismo e, assim como o triptofano, não são produzidos naturalmente corpo. Além de auxiliar no tratamento de depressão, os ácidos graxos também possuem ação anti-inflamatória e fortalecem o sistema imunológico.

É preciso salientar que existem dois “tipos” de Ômega-3, os de cadeia longa e os de cadeia curta, sendo os de cadeia longa os que trazem mais benefícios à saúde.

Exemplos de alimentos com Ômega-3

Cadeia longa: peixes de águas profundas como salmão, atum e bacalhau.

Cadeia curta: óleos extraídos de soja, girassol e milho.

Cálcio

Encontrado principalmente no leite e seus derivados, o cálcio é essencial para coagulação do sangue, contração muscular e transmissão nervosa.

Magnésio

Considerado um “tranquilizante natural”, já que ajuda no processo de relaxamento de alguns músculos esqueléticos, dos vasos sanguíneos e do trato gastrointestinal, o magnésio influencia diretamente na produção e transporte de energia. Entre as fontes de magnésio estão o chocolate, castanhas e o arroz integral.

Vitaminas do complexo B e Vitamina C

As vitaminas do complexo B são as principais responsáveis pela saúde mental do ser humano, atuando de forma extremamente útil em casos de depressão e ansiedade, além de auxiliar na manutenção da saúde da pele, olhos e da boca, por exemplo. Leite, espinafre, fígado, ameixa e melancia são exemplos de alimentos que contém as vitaminas desse complexo.

A fontes de Vitamina C talvez sejam as mais conhecidas. Encontrada em frutas como acerola, laranja e tangerina, o “ácido ascórbico” é utilizado na síntese de moléculas que servem como hormônios e neurotransmissores, atuando diretamente com os outros componentes no combate a depressão e ansiedade.

Vale reforçar que a ingestão desses alimentos não descarta a necessidade de acompanhamento psicológico com um psicoterapeuta. Depressão e ansiedade são doenças sérias e que precisam de acompanhamento médico especializado.

 

Deixe seu comentário
Mamãe Sarada